10 de dezembro dia Internacional dos Direitos Humanos

#PraCegoVer Fotografia de Carla Akotirene em PeB em primeiro plano, disposta da esquerda para a direita, preenchendo quase todo quadro. Destacando seu rosto uma moldura laranja. Na parte superior da imagem à direita, em letras brancas lê-se: 16 dias de Ativismo. Mais embaixo no centro a direita em letras brancas lê-se Márcia Teixeira. Na parte inferior da imagem à direita marca do CCDC: uma meia lua com três setas convergindo ao centro, na cor laranja seguida em cor azul da sigla CCDC e da sua legenda: Centro de Comunicação, Democracia e Cidadania.

Na celebração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, adotada pela ONU, o CCDC elege Marielle Franco como figura representativa desta data fundamental de respeito e manutenção dos Direitos Humanos.

Inserida em um cotidiano onde a violência policial era, e continua sendo, a maior ameaça à vida da população, especialmente da juventude negra, Marielle escolheu a via do ativismo como ferramenta de luta.

Todavia, este foi apenas um dos primeiros passos em direção à sua trajetória político- social, que aliou a construção de uma carreira acadêmica às suas pautas políticas. Mariele graduou-se na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) e posteriormente prestou mestrado na Universidade Federal Fluminense (UFF), com a defesa de sua dissertação intitulada “UPP: a redução da favela a três letras”.

Sua atuação pública se intensificou mais após sua entrada na estrutura política partidária, onde desempenhou papel importante dentro de muitas instituições de renome e importância à defesa dos Direitos Humanos, como a Brasil Foundation, Comissão de Direitos Humanos e Cidadania (Assembleia Legislativa do RJ).

No mês de março deste ano a Vereadora foi covardemente assassinada, junto ao seu motorista, com uma sequência de disparos contra o carro onde ambos estavam, findando assim seu tempo de luta em vida, mas não encerrando seu legado e causa. Este infeliz acontecimento reacendeu o debate sobre o Programa de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos (2004) no país.

Marielle Franco ganha este espaço de destaque nesta data por acreditarmos que a luta a favor dos direitos humanos não se enterra nem se finda, e em sua memória e honra seguiremos em frente.

*Para ver mais sobre os projetos de lei de Marielle Enquanto Vereadora acesse: https://www.mariellefranco.com.br/projetos-de-lei-marielle-rio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: